TAMBORES METÁLICOS: A SUPERIORIDADE DO PRODUTO PARA ARMAZENAGEM E TRANSPORTE DE CARGAS

Tambores metálicos têm se destacado como a escolha preferencial em muitas indústrias quando se trata de armazenar e transportar cargas diversas. No artigo de hoje vamos explorar as razões pelas quais eles são a melhor opção em termos de durabilidade, segurança, versatilidade e impacto ambiental, destacando suas características e benefícios.

Se você pensou em durabilidade e resistência para o seu negócio, há de levar em conta os tambores metálicos, já que são fabricados com materiais resistentes, como aço, que lhes permite uma longa durabilidade. 

Esta resistência é extremamente importante para proteger o conteúdo contra impactos, variações climáticas e condições adversas durante o transporte e armazenamento. Ao escolher tambores metálicos, empresas ou pessoas autônomas garantem a integridade de seus produtos.

Para substâncias mais perigosas, como produtos químicos e líquidos inflamáveis, eles oferecem uma barreira muito eficiente, já que são revestidos com uma camada a mais de proteção, diminuindo o risco de vazamentos e contaminações. Além disso, a resistência ao fogo torna esses materiais recomendáveis para armazenar cargas sensíveis a temperaturas altas.

Agora, se você, como nós, pensa sempre em maneiras sustentáveis de trabalhar, os tambores metálicos também podem ser úteis, já que têm capacidade de adaptação para diferentes funções. Ademais, a possibilidade de reutilização após a devida limpeza e manutenção contribui para uma solução econômica e amiga do meio ambiente

Há quem acredite que o metal é menos ecológico, mas aqui vai uma verdade: os tambores metálicos são altamente recicláveis. Inclusive, a reciclagem de aço consome menos energia em comparação com a produção de aço virgem, o que acaba contribuindo para a redução da pegada de carbono -que representa o volume total de gases de efeito estufa (GEE) gerado pelas atividades econômicas e cotidianas do ser humano-. 

A pegada de carbono pessoal é a que se origina de um único indivíduo em sua vida cotidiana ao se deslocar, consumir, se alimentar e utilizar recursos como a energia. A ONG ambiental The Nature Conservancy estima que cada habitante do planeta gera em média quase quatro toneladas anuais de CO2.

A ONG indica ainda que a pegada de carbono pessoal deve ser reduzida para menos de duas toneladas anuais até 2050. Os especialistas defendem que essa é a melhor forma de evitar que a temperatura continue subindo e atinja o temido limiar previamente estimado de 2ºC, o que agravaria as mudanças climáticas, convertendo-as em um problema irreversível.

Isso torna os tambores metálicos uma escolha ambientalmente consciente para quem está comprometido com práticas sustentáveis e uma decisão estratégica que otimiza a eficiência operacional e promove a responsabilidade ambiental.

Conheça nossa linha de tambores e garanta o melhor para as suas demandas:  https://bit.ly/3vAVCNw

ECONOMIA: SAIBA COMO UTILIZAR ESTRATÉGIAS INTELIGENTES PARA ARMAZENAGEM E DISTRIBUIÇÃO DE RAÇÕES NO CAMPO

A gestão eficiente de rações no contexto agrícola é essencial para garantir a saúde dos animais, otimizar recursos e reduzir custos operacionais. Neste artigo, exploraremos estratégias inteligentes desde a armazenagem até a distribuição de rações no campo, destacando o papel crucial desempenhado por baldes, bombonas e cochos nesse processo.

Economia é um assunto que, embora muito falado, ainda gera algumas dúvidas a respeito de quais estratégias adotar para que custos possam ser minimizados e hábitos mantidos a longo prazo e custo-benefício.

No meio rural não é diferente, já que para garantir o sucesso das operações agrícolas, é necessário pensar em soluções inteligentes e que promovam a eficiência e a economia no campo, que não se limitem apenas a reduzir custos; é uma abordagem que tem como foco promover a sustentabilidade

Ao implementar práticas agrícolas sustentáveis, adotar tecnologias inovadoras e buscar oportunidades de diversificação de uso dos materiais, os agricultores garantem a viabilidade econômica e a saúde ambiental de suas operações agrícolas.

Desta forma, baldes, cochos e/ou bombonas podem ser importantes aliados durante esse processo, garantindo uma armazenagem mais eficiente, principalmente quando as compras de rações, por exemplo, são feitas de forma à granel, uma prática muito econômica e que reduz o custo unitário do alimento, minimizando embalagens desnecessárias. 

A distribuição também pode ser feita através de porções controladas em baldes, o que permite que o animal receba a dosagem correta; bombonas são excelentes para transportar rações de forma eficiente, facilitando até mesmo o estoque nas propriedades rurais; cochos bem projetados minimizam desperdícios e evitam que a ração entre em contato direto com o solo e se contamine. 

Essas práticas, embora pareçam simples, ajudam a manter um monitoramento constante da saúde dos animais e permitem ajustes conforme necessário, evitando desperdícios e otimizando a nutrição no meio rural. 

Ao adotar essas ideias em suas operações diárias, os agricultores não apenas garantem uma forma mais econômica em suas propriedades, mas também desempenham um papel muito importante na construção de sistemas alimentares mais sustentáveis

A jornada em direção a uma economia rural eficiente é, ao mesmo tempo, uma jornada em direção a um futuro mais resiliente e sustentável para todos.
Em nossa loja on-line você encontra os melhores produtos para o seu negócio. Acesse e veja o que melhor se adapta à sua necessidade:https://bit.ly/3vAVCNw

PRÁTICAS INOVADORAS: ARMAZENAMENTO DE ÁGUA COM BOMBONAS

Benefícios e passos básicos para armazenagem de água com o uso de bombonas.

A crescente conscientização sobre a gestão sustentável dos recursos naturais tem impulsionado práticas inovadoras, especialmente quando se trata de armazenamento de água. A Emplasul busca sempre trazer a importância de práticas sustentáveis e que podem, de alguma forma, auxiliar na preservação de recursos ambientais. O artigo de hoje busca explorar a eficácia e os benefícios do armazenamento de água em bombonas plásticas, destacando seu papel crucial na promoção da sustentabilidade e na mitigação do impacto ambiental.

Os métodos práticos de coleta de água da chuva, armazenagem eficiente e utilização inteligente desses reservatórios versáteis podem trazer inúmeros benefícios a curto, médio e longo prazo, especialmente agora que está chegando o Verão, a estação mais quente do ano e que pode acarretar racionamento de água em algumas regiões.

A escassez de água e as mudanças climáticas tornam imperativo repensar nossas práticas de consumo e gestão hídrica. Assim, as bombonas, originalmente concebidas para outros fins, emergem como soluções práticas para armazenar e utilizar a água de forma sustentável, especialmente em ambientes domésticos.

Um aspecto fundamental do armazenamento em bombonas é a coleta de água da chuva. Existem, sim, meios eficazes para direcionar a água dos telhados para as bombonas, destacando a eficiência desse processo em diferentes climas, mas facilitando ainda mais em épocas quentes e de grandes demandas do recurso hídrico. 

Feitas de materiais duráveis, são versáteis e adequadas para várias formas de armazenamento. Esses recipientes podem ser adaptados para diferentes necessidades, desde regar o jardim até ser uma reserva de emergência, como já mencionamos. 

Benefícios do armazenamento de água da chuva em bombonas

Sustentabilidade ambiental: ao capturar a água da chuva, reduzimos a dependência de fontes de água tradicionais, aliviando a pressão sobre os recursos hídricos. Isso contribui para a sustentabilidade ambiental ao conservar um recurso vital.

Economia financeira: o armazenamento de água da chuva pode resultar em uma redução significativa nas contas de água. Utilizando a capturada para atividades como regar o jardim ou lavar carros, os custos associados ao consumo são reduzidos.

Aproveitamento de recursos locais: você não vai depender exclusivamente de fornecimentos municipais de água, a prática do armazenamento em bombonas valoriza os recursos locais, aproveitando a água que naturalmente cai sobre nossos telhados.

Passos básicos para montar um sistema simples

Escolha da localização: posicione a bombona em um local estratégico, próximo à calha do telhado, para captar eficientemente a água da chuva;

Instalação da tela de filtragem: coloque uma tela de filtragem sobre a abertura da bombona para evitar a entrada de detritos. Certifique-se de que a tela seja fina o suficiente para evitar folhas e outros materiais;

Instalação do tubo de descida: conecte o tubo de descida da calha do telhado à abertura superior da bombona. Isso direcionará a água da chuva diretamente para o reservatório;

Elevação da bombona: coloque a bombona sobre uma base elevada, como blocos ou paletes. Isso facilita o acesso à água quando necessário e também proporciona uma pressão natural quando a água é retirada;

Vedação adequada: certifique-se de que a tampa da bombona esteja bem vedada para evitar a entrada de insetos, poeira e evaporação desnecessária;

Instalação da válvula de saída: adicione uma válvula na parte inferior da bombona para permitir a retirada controlada da água. Certifique-se de posicionar a válvula em uma altura que facilite o acesso a recipientes ou mangueiras.

Simples e funcional, o armazenamento de água da chuva em bombonas é uma prática acessível e altamente benéfica. Ao adotar essa abordagem sustentável, contribuímos para a preservação dos recursos hídricos e promovemos um estilo de vida mais consciente. Experimente. 

Confira nossa de linha de bombonas ideais para armazenagem de água: https://www.lojaemplasul.com.br/higienizadas 

COCHOS E BEBEDOUROS PLÁSTICOS: ECONOMIA INTELIGENTE NO CAMPO

Ao final desta leitura, você compreenderá a importância dos cochos e bebedouros plásticos na economia agrícola e como essa escolha inteligente pode impactar positivamente tanto as operações agrícolas quanto o meio ambiente. É hora de dar um passo em direção a operações agrícolas mais eficientes e sustentáveis.

A agricultura é um setor crucial em nossa sociedade, fornecendo alimentos, fibras e matérias-primas para diversas indústrias. Para que as operações agrícolas sejam bem-sucedidas, a eficiência e a economia são fundamentais.

Uma maneira de alcançar esses objetivos no ramo é por meio do uso de cochos e bebedouros plásticos. Esses equipamentos oferecem benefícios substanciais, não apenas em termos de custos, mas também em termos de bem-estar animal, facilidade de manutenção e durabilidade.

EFICIÊNCIA NO USO DE RECURSOS

Os cochos e bebedouros plásticos são projetados para minimizar o desperdício de alimentos e água. Eles têm designs que reduzem a perda de ração e o vazamento de água, ajudando a economizar recursos valiosos.

FACILIDADE DE MANUTENÇÃO

Fáceis de limpar e manter. Eles não retêm odores e são resistentes a manchas, facilitando a higiene. Menos tempo e esforço são necessários para manter esses equipamentos em condições ideais.

BEM-ESTAR ANIMAL MELHORADO

O formato dos cochos e bebedouros plásticos é frequentemente mais amigável para os animais. Isso pode melhorar o acesso deles à comida e água, resultando em um melhor desempenho e crescimento. Animais saudáveis também significam menos custos com tratamentos veterinários.

REDUÇÃO DE CUSTOS DE INVESTIMENTO

Os cochos e bebedouros plásticos são uma escolha econômica para fazendas e propriedades rurais. Eles tendem a ser mais acessíveis em comparação com opções de materiais tradicionais, como metal ou concreto. Além disso, a instalação é relativamente simples e requer menos mão de obra, o que economiza tempo e dinheiro.

DURABILIDADE E VIDA ÚTIL PROLONGADA

O plástico de alta qualidade utilizado na fabricação de cochos e bebedouros é resistente à corrosão, à ferrugem e ao desgaste. Isso significa que esses equipamentos têm uma vida útil mais longa e exigem menos manutenção ao longo do tempo. Isso representa economia adicional, pois evita custos de substituição frequentes.

ADAPTABILIDADE

Os cochos e bebedouros de plástico estão disponíveis em várias formas e tamanhos para atender às necessidades específicas de diferentes tipos de gado ou animais de criação. Eles são altamente adaptáveis e podem ser utilizados em diversas configurações de fazenda.

Desta forma, estes materiais representam uma escolha inteligente para economia no campo, já que oferecem durabilidade, eficiência, bem-estar animal e facilidade de manutenção, tudo a um custo acessível. 

Ao adotar essas soluções, os agricultores podem otimizar seus recursos, reduzir custos operacionais e, ao mesmo tempo, melhorar a produtividade de suas operações. É um investimento que beneficia tanto os negócios quanto o bem-estar dos animais.

Confira alguns a nossa linha de cochos e bebedouros: https://www.lojaemplasul.com.br/cochos-e-bebedouros 

EMBALAGENS INDICADAS PARA ARMAZENAGEM E TRANSPORTE DO MEL

Um alimento naturalmente doce produzido por abelhas a partir do néctar de flores. Assim podemos definir o mel. Composto principalmente por açúcares, como glicose e frutose, o produto contém algumas quantidades de minerais, vitaminas, compostos antioxidantes e também possui propriedades antimicrobianas e anti-inflamatórias.

O sabor, a cor e a textura do mel variam de acordo com a planta de onde o néctar foi coletado. Existem diversas variedades, como mel de flor de laranjeira, mel de eucalipto e mel de alfafa. 

Conhecido por suas propriedades medicinais, pode ajudar a aliviar a tosse, garganta inflamada, melhorar a digestão e fortalecer o sistema imunológico. No entanto, deve ser consumido com moderação.

Devido às suas propriedades antimicrobianas naturais, tem uma longa vida útil, mas é essencial armazená-lo em recipientes hermeticamente fechados em local fresco e seco, longe da luz solar direta. E é sobre isso que vamos falar no artigo de hoje. 

O armazenamento e transporte do mel requerem embalagens específicas que garantam a preservação da qualidade do produto, evitando contaminação e prolongando sua utilidade. Conheça algumas opções:

Frascos de vidro: amplamente utilizados. São duráveis, não retêm sabores ou odores estranhos e protegem o mel da luz, o que pode degradar suas propriedades. Além disso, permitem uma boa visualização do produto.

Potes plásticos de alta qualidade (PET): são leves, resistentes e oferecem uma boa vedação, preservando a frescura do mel. Certifique-se de que sejam feitos de plástico adequado para alimentos e que estejam livres de BPA (Bisfenol A) -composto químico que serve de matéria-prima para a produção de diversos tipos de plásticos, como policarbonatos e PVCs-.

Tambores metálicos: usados para armazenar grandes volumes de mel. São duráveis, resistentes e protegem o produto da luz e do oxigênio, mantendo suas propriedades intactas. O aço inoxidável é preferido para evitar a corrosão.

Tambores plásticos: especialmente úteis em operações de produção em grande escala.

Independentemente do tipo de embalagem escolhida, é fundamental garantir que seja limpa e esterilizada adequadamente antes de armazenar o mel. Além disso, selagem hermética e proteção contra a luz e umidade são fatores importantes a serem considerados para preservar a qualidade do produto.

Acesse nossa loja e conheça nossas opções: https://emplasul.com.br/

A IMPORTÂNCIA DA BOA ESTOCAGEM NA QUALIDADE DO MEL

O mel de qualidade é o resultado do cuidado com as abelhas, do manejo adequado das colmeias e do respeito à natureza que o produz. Suas características únicas fazem do produto não apenas uma delícia, mas também uma fonte de nutrientes e saúde.

O Brasil possui uma das maiores capacidades de produção de mel orgânico do mundo, tendo elevada competitividade no mercado mundial de produtos apícolas. A região Sul responde pelo maior volume de mel produzido no país. 

Com relação aos aspectos econômicos, a apicultura brasileira reúne alguns requisitos que também a credencia como uma atividade de elevado potencial de inclusão social, atendendo às características econômicas, sociais e ambientais, ou seja, do desenvolvimento sustentável.

Mas como realizar uma boa estocagem de mel, fundamental para preservar sua qualidade ao longo do tempo?

O mel é um produto natural que pode ser sensível a fatores como luz, temperatura, umidade e contaminação. Veja algumas razões pelas quais a estocagem correta do mel pode fazer diferença no resultado final da produção:

Preserva a qualidade nutricional: o mel é conhecido por seus benefícios nutricionais e propriedades medicinais. No entanto, fatores como exposição à luz, calor excessivo e umidade podem causar a degradação de nutrientes e compostos bioativos presentes. Armazenar o mel adequadamente ajuda a preservar essas características benéficas.

Evita a cristalização prematura: a cristalização é um processo natural no qual o mel se transforma em cristais sólidos. No entanto, uma estocagem inadequada pode acelerar a cristalização e resultar em uma textura granulada indesejável. 

Previne a contaminação: como já mencionamos, o mel é suscetível a contaminação por bactérias, fungos e outros microorganismos. Armazená-lo em recipientes herméticos e higienizados ajuda a evitar a entrada de contaminantes e a manter a qualidade microbiológica do produto.

Conserva a cor e o aroma: o armazenamento inadequado pode causar alterações na cor e no aroma do mel. Exposição à luz e altas temperaturas podem levar a mudanças indesejadas nessas características sensoriais, afetando a aceitação do consumidor.

Previne a cristalização irregular: se o mel cristalizar de forma irregular, formando grandes cristais, isso pode resultar em uma textura desagradável para os consumidores. O armazenamento apropriado ajuda a manter uma cristalização mais uniforme.

Longevidade do produto: um bom armazenamento prolonga a vida útil do mel. Isso é particularmente importante para apicultores e produtores que desejam manter o produto em estoque por períodos mais longos, seja para comercialização ou consumo próprio.

Dicas para uma boa estocagem de mel

A importância dessa prática se resulta na qualidade do produto apresentado ao consumidor em sua versão final. Alguns comportamentos podem ser relevantes durante esse processo e para ajudá-los, vamos citar alguns:

Local fresco e escuro: procure armazenar o mel em um local fresco, escuro e com temperatura controlada. A temperatura ideal varia, mas geralmente deve ser abaixo de 25°C para evitar a cristalização acelerada.

Recipientes herméticos: recipientes deste modelo e bem vedados são ideais para evitar a entrada de ar e umidade, que podem causar deterioração.

Proteção contra a luz: o mel é sensível à luz UV, que pode afetar sua cor e qualidade. Escolha recipientes opacos ou armazene o mel em locais escuros.

Higiene: certifique-se de que os recipientes estejam limpos e livres de resíduos antes de armazenar o mel.

Rotação de estoque: se você está armazenando grandes quantidades de mel, use uma abordagem de rotação de estoque para garantir que o mel mais antigo seja usado primeiro. 

Lembre-se sempre de seguir as diretrizes e regulamentações de segurança alimentar específicas do seu país ou região. A boa estocagem é crucial para manter a qualidade do mel e garantir que ele alcance os consumidores em sua forma mais deliciosa e nutritiva.

A Emplasul traz opções em baldes plásticos, bombonas e tambores para escoação e armazenamento de sua produção apícola. Confira em nossa loja e veja qual melhor se adapta ao seu caso: https://emplasul.com.br/

Esse conteúdo foi útil? Compartilhe com alguém!

O QUE É E PARA QUE SERVE O CONTAINER IBC?

Segurança em primeiro lugar: conheça as características que tornam o container IBC uma escolha confiável para transporte de produtos.

O IBC (Intermediate Bulk Container) ou conteiner a granel intermediário, é um tipo de recipiente reutilizável e empilhável, projetado para transporte e armazenamento de líquidos e materiais a granel. Ele é amplamente utilizado em diversas indústrias devido à sua praticidade, eficiência e segurança.

Esse tipo de material tem algumas características específicas, como por exemplo sua estrutura, geralmente feita de plástico resistente, metal ou até mesmo uma combinação de ambos. Essas peculiaridades tornam o material robusto o suficiente para suportar o manuseio durante o transporte até o armazenamento. 

A capacidade do IBC pode variar, mas geralmente está entre 500 e 1000 litros, embora existam tamanhos maiores disponíveis. Outro ponto que vale ressaltar, nesse tipo de contêiner, é que muitos possuem um palete integrado na base, o que facilita o movimento do recipiente por empilhadeiras ou paleteiras; também tampas e válvulas: uma tampa superior que pode ser removida para facilitar o enchimento e a descarga do conteúdo, e válvulas para controlar o fluxo de saída do líquido ou material.

Mas o ponto que queremos chegar é: para que servem, afinal, os containers IBCs?

Esse material é frequentemente usado para armazenar e transportar líquidos, como produtos químicos, solventes, óleos, alimentos que contenham líquido, água, dentre outros. Sua alta capacidade torna-o útil para grandes volumes.

Além de líquidos, o IBC também é usado para armazenar e transportar materiais a granel, como grãos, pós e outros materiais sólidos. 

O design do IBC, com sua base de palete integrada e possibilidade de empilhamento, facilita o manuseio e o transporte com equipamentos de movimentação padrão, como empilhadeiras.

O container IBC é um recipiente reutilizável, o que significa que ele pode ser limpo e preenchido novamente após o uso, reduzindo o desperdício e os custos associados à aquisição de novos recipientes a cada uso.

Já nos setores industriais é comum encontrar IBCs sendo usados em ramos como o químico, alimentício, agrícola, farmacêutico e muitos outros que necessitam de armazenamento e transporte de grandes volumes de líquidos e materiais.

Assim, fica uma solução versátil e prática para o armazenamento e transporte de materiais a granel, oferecendo eficiência e segurança para diversas finalidades -seja qual setor for o seu negócio-.
Acesse nossa loja e conheça nossos produtos: https://emplasul.cohttps://www.lojaemplasul.com.br/m.br/

RECICLAR: ESSE TAMBÉM É O NOSSO COMPROMISSO

O que vem à mente quando falamos em “coleta”, geralmente, são as lixeiras coloridas utilizadas para separar diversos tipos de lixo. O que ocorre, no entanto, é que a atitude envolve muito mais que essa vã filosofia. No artigo de hoje te contamos como a prática da reciclagem e dos bons exemplos e ideias tem transformado, aos poucos, diversas vidas.

Que são importantes para promover a sustentabilidade e reduzir os impactos negativos do consumo excessivo e do descarte inadequado de resíduos, a maioria entende. A coleta seletiva é a prática mais comum, rápida e fácil de ser adotada. A separação em diferentes categorias, como papel, plástico, metal e vidro, facilita o processo de reciclagem, permitindo que os materiais sejam encaminhados para as respectivas indústrias de lixo reciclável. 

É importante estabelecer pontos de coleta adequados para os diferentes tipos de resíduos. Isso pode incluir containers específicos em locais públicos, como ruas, parques, escolas e estabelecimentos comerciais. 

Informar e educar a população sobre a importância desse ato é fundamental. Campanhas de conscientização podem ser realizadas por meio da mídia, escolas, instituições governamentais e organizações não governamentais. 

A transição para uma economia circular, na qual os materiais são reutilizados e reciclados em vez de serem descartados, é um ponto importante. Isso tudo envolve repensar os padrões de produção e consumo, incentivando a reutilização dos produtos, a recuperação de materiais e a redução do desperdício.

Parcerias com empresas e indústrias pode ser uma maneira de, aos poucos, contribuir para a melhoria do meio ambiente como um todo. É o que temos feito através de nossas ações, pensamentos e propagação de notícias e matérias a respeito da reciclagem e do ato de reaproveitar materiais. 

A Emplasul, em parceria com a Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa (SAP) e o Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA/SC) implantou 86 coletores de resíduos eletrônicos nas regiões dos municípios de Lages e São Miguel do Oeste. Adotar práticas de conscientização como esta podem ajudar as indústrias a desenvolverem tecnologias mais eficientes nesta demanda. 

Uma opção também para reduzir o desperdício e promover a sustentabilidade é o uso criativo de embalagens. Muitas delas podem ser reutilizadas para diferentes fins, como artesanato, instrumentos musicais, brinquedos e móveis rústicos.

Seja qual for o seu pensamento, o importante é sustentar o verde, exercitar a criatividade, reutilizar materiais e encontrar novos propósitos para itens que, de outra forma, seriam descartados. Ao fazermos isso, reduzimos o desperdício e contribuímos para um estilo de vida mais sustentável.

EMBALAGEM PLÁSTICA OU METÁLICA: QUANDO ESCOLHER CADA UMA

As embalagens desempenham um papel fundamental na proteção, armazenamento e transporte de produtos. Elas podem ser feitas de diversos materiais, mas hoje vamos limitar em duas: a plástica e a metálica. Cada uma possui características e finalidades específicas que atendem a diferentes necessidades. Saiba mais no artigo de hoje.

Ao escolher uma embalagem, é importante considerar fatores como o tipo de produto, proteção necessária, requisitos regulatórios, impacto ambiental e preferências do consumidor. Além disso, cada país pode ter regulamentações específicas em relação a embalagens, como rotulagem, materiais permitidos e reciclagem. 

Assim, a escolha de uma embalagem plástica ou metálica depende de vários fatores, incluindo as características do produto a ser embalado, requisitos de proteção, custo e sustentabilidade. 

Conheça algumas vantagens entre o uso destas embalagens e veja qual melhor se adapta ao seu nicho. 

EMBALAGENS PLÁSTICAS

Versatilidade: o plástico é um material versátil que pode ser moldado em diferentes formas e tamanhos, permitindo uma gama ampla de opções de embalagem. Isso é especialmente útil para produtos com formatos irregulares ou que requerem design personalizado.

Leveza: embalagens plásticas tendem a ser mais leves, o que pode ser vantajoso para reduzir custos de transporte e facilitar o manuseio. 

Resistência à umidade: podem oferecer uma boa barreira à umidade, protegendo o produto de danos causados pela exposição à água. 

Personalização: embalagens plásticas são frequentemente disponíveis em diferentes cores, permitindo a personalização para melhor identificação da marca ou preferências do consumidor. 

EMBALAGENS METÁLICAS

Resistência e proteção: embalagens metálicas são conhecidas por sua resistência e capacidade de proteger o conteúdo de fatores externos, como luz, ar e umidade. Isso é particularmente útil para alimentos, bebidas e produtos sensíveis.

Durabilidade: pode ser importante para produtos que requerem uma vida útil mais longa ou que estejam sujeitos a condições adversas.

Reciclabilidade: as torna uma escolha sustentável e ambientalmente amigável. Elas podem ser recicladas repetidamente sem perder suas propriedades.

Percepção de qualidade: são frequentemente associadas a uma imagem de alta qualidade e valor, o que pode ser importante para produtos premium ou considerados “de luxo”.

Dentre toda essa configuração, é importante considerar os aspectos técnicos, econômicos e ambientais ao tomar uma decisão. Considere também as práticas de reciclagem e a sustentabilidade geral da embalagem, buscando opções que minimizem o impacto ambiental e melhor se adaptem ao seu negócio.

Acesse nossa loja e confira nossas embalagens plásticas e metálicas: https://www.lojaemplasul.com.br/

EMBALAGENS IDEAIS PARA O ARMAZENAMENTO DE MEL: SAIBA COMO ESCOLHER

Se você é apaixonado por mel, sabe como é importante escolher a embalagem certa para armazená-lo com qualidade. Saiba mais sobre as opções disponíveis e escolha a melhor para você.

O mel tem uma variedade de usos culinários, como adoçante natural em receitas, coberturas e condimentos. Além disso, é utilizado como ingrediente em muitos produtos cosméticos e medicinais, devido às suas propriedades antibacterianas e antioxidantes. 

No entanto, ainda existem muitas dúvidas acerca de qual embalagem usar para fazer a armazenagem do produto. Embalagens adequadas são importantes para que seja preservada a qualidade, higiene e praticidade do mel. 

Por ser um produto natural e delicado, pode facilmente absorver odores e umidade, o que afeta seu sabor, aroma e textura. As embalagens adequadas protegem o mel contra a entrada de ar, luz e umidade, preservando sua qualidade e evitando que ele se cristalize ou estrague. 

A higiene também é fator extremamente ligado ao uso correto de embalagens, já que o material irá proteger o produto contra a contaminação por fungos, bactérias e outros micro-organismos que podem prejudicar sua qualidade e segurança alimentar. 

As embalagens adequadas devem ser práticas e fáceis de manusear, permitindo que o mel seja facilmente retirado e consumido. Além disso, devem ser resistentes e duráveis, para evitar que o mel vaze ou se danifique durante o armazenamento e transporte. 

Existem algumas opções de embalagens ideais para armazenagem de mel. Separamos algumas delas:

Potes de vidro: uma opção popular utilizada para armazenar mel, já que são resistentes, fáceis de limpar e não afetam o sabor do produto.

Baldes de plástico alimentício: são práticos e podem facilmente ser transportados e empilhados. Possuem fechamento hermético, que protege o mel contra contaminação.

Sachês: com certeza você já foi surpreendido por algum vendedor que trazia pequenos sachês de mel. Não é para menos: para quem busca praticidade e portabilidade, os sachês são ideais para carregar pequenas porções de mel.

Frascos de PET: uma alternativa mais econômica aos potes de vidro, mas ainda assim mantém a qualidade do produto e preservam seu sabor.

Bisnagas flexíveis: são ideais para mel cremoso, pois permitem que o produto seja facilmente retirado, além de possuírem fechamento hermético, importante para evitar a entrada de ar e umidade e garantir qualidade ao mel.

Assim, com tantas opções de embalagens para armazenagem do mel, é importante escolher aquela que melhor atenda às suas necessidades e preferências. Ao armazenar o produto em embalagens adequadas, você garante a preservação de suas propriedades nutritivas e medicinais

Faça do mel um aliado da sua saúde e escolha a embalagem certa para armazená-lo com cuidado e carinho

RECICLAGEM: DICAS PRÁTICAS DE COMO FAZER DO ATO UM HÁBITO

Você sabia que um pequeno gesto de reciclagem pode ter um grande impacto ambiental? O planeta Terra é nossa casa; reciclar é nossa responsabilidade. 

Muito se fala em reciclagem; poucos reciclam. O pote de margarina e a garrafa de refrigerante de domingo dificilmente são reutilizados. De acordo com o World Bank, o mundo produz cerca de 2,01 bilhões de toneladas de resíduos sólidos urbanos por ano, 79 milhões só no Brasil. Desses, apenas 3% são reciclados corretamente em nosso país

A coleta seletiva é uma das principais formas de reciclagem para quem está começando. O simples ato de separar o lixo já ajuda -e muito- para o descarte correto de resíduos. Ainda assim, nem tudo são flores: de acordo com dados do IBGE, em 2020, apenas 14% dos municípios tinham serviço de coleta seletiva. 

Há de se concordar que são dados preocupantes a respeito de um processo tão fundamental para a preservação do meio ambiente e a sustentabilidade do planeta. Transformar resíduos descartados em novos produtos reduz a quantidade de lixo enviado para aterros sanitários e minimiza o impacto ambiental causado pelo descarte inadequado. No entanto, mesmo com a crescente conscientização sobre a importância da reciclagem, ainda existe muito a ser feito para melhorar a prática.

De acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais, o setor de reciclagem emprega cerca de 800 mil pessoas no Brasil. O número é cativante, mas muitas empresas ainda não adotaram práticas de produção mais sustentáveis, o que limita a disponibilidade de materiais reciclados no mercado. 

Pequenas ações podem fazer diferença e gerar resultados. Se você não sabe por onde começar, veja essas dicas simples e práticas:

Conheça os materiais recicláveis: informe-se sobre o que pode ser reciclado em sua cidade e região. Normalmente papéis, plásticos, metal e vidro são materiais comuns que podem ser reciclados.

Separe corretamente os materiais: faça uma coleta seletiva. Lave e seque antes de colocá-los no recipiente de reciclagem, isso evita a contaminação e ajuda a manter o processo eficiente. 

Incentive amigos e familiares: converse sobre a importância do ato de reciclar, explique como separar corretamente os materiais e como isso pode ajudar a preservar o meio ambiente. 

Participe de programas de coleta seletiva: muitas cidades possuem voluntários que recolhem materiais recicláveis diretamente nas residências

Compre produtos reciclados: isso incentiva a demanda por esses materiais e ajuda a manter o ciclo de reciclagem em movimento. 

Participe de campanhas de limpeza: alguns grupos organizam campanhas de limpeza em praias, rios e outras áreas naturais. Essas iniciativas ajudam a remover lixo e resíduos do meio ambiente. 

Lembre-se: pequenas ações podem fazer uma grande diferença na preservação natural. Comece hoje mesmo a ajudar na reciclagem e contribua para um futuro mais sustentável. 

PRODUTOR: CONHEÇA AS VANTAGENS DA LINHA MILKAN NA PRODUÇÃO LEITEIRA

Tradição e qualidade. Com mais de 40 anos no mercado, a linha para produtos lácteos da Milkan é a mais tradicional no ramo.

Nos últimos 13 anos, observou-se forte expansão da produção leiteira no Brasil. Existem vários produtos fabricados através do leite, e geralmente adoramos todos eles. Para facilitar sua demanda, a linha leiteira Milkan auxilia no transporte de leite, sendo reconhecida pela qualidade, oferecendo robustez e, ao mesmo tempo, leveza.

Pioneira e amplamente reconhecida no setor agrícola, a marca Milkan vem conquistando mais espaço no mercado nacional e internacional, com suas soluções agropecuárias para a produção de leite. Mas não “só” isso. 

De ordenhadeiras (com aro e sem aro) no sistema balde ao pé, -onde o processo é feito individualmente para depois ser depositado em um recipiente- e possuindo ainda uma terceira alça para proporcionar maior segurança e praticidade durante o manuseio até formas para queijo: a linha consegue atender desde o pequeno produtor até os renomados nomes do mercado de laticínios.

Coadores e peneiras (produzida em nylon com malha 100) são fabricados para serem práticos, de fácil higienização e compatíveis com os vasilhames da linha, oferecendo maior resistência e melhor vazão do leite.

Produzidos com Polietileno de Alta Densidade (PEAD), os cochos evitam contaminações e proporcionam o máximo de resistência contra impactos, além de serem atóxicos (produzidos com resina de engenharia) e de fácil reciclagem.

Por atender aos parâmetros de qualidade e segurança esperados para o ramo, a linha Milkan tem ganhado espaço, inclusive, no mercado externo, principalmente em países da América Latina. Materiais produzidos com resinas que permitem a visualização do nível do leite, evitam o transbordo ou o retorno para a bomba de vácuo.

Para você ter uma ideia, no âmbito econômico, a atividade leiteira está presente em 552 microrregiões das 558 existentes no país. Apenas no segmento da produção primária emprega mais de 5 milhões de pessoas, ficando em sexto lugar nos principais produtos do agronegócio brasileiro

Dentre os vários avanços observados no setor lácteo, está a coleta do leite nas propriedades rurais. Até então, o leite ordenhado era acondicionado em latões e posteriormente recolhido em caminhões “carga seca” com destino às indústrias. O leite saía das propriedades com temperatura elevada, o que propiciava o crescimento de microorganismos indesejáveis e ofereciam riscos à saúde do consumidor. A linha Milkan possui desde tampas que, por serem robustas, garantem maior proteção ao produto acondicionado, tendo um excelente sistema de fechamento.

A melhoria da qualidade e produtividade são fundamentais para o aumento do setor lácteo brasileiro. Oferecendo alternativas corretas, o produtor passa a ter mais confiança no produto que está entregando. 

Em nossa loja on-line, você tem acesso a todos os produtos disponíveis desta linha. Acesse e veja o que mais se adapta ao seu negócio: https://bit.ly/3vAVCNw

COMO ARMAZENAR TAMBORES METÁLICOS

O desenvolvimento de produtos têm grande impacto nas empresas como um todo. Com os tambores metálicos não é diferente. A peça pode gerar dúvidas em quem adquire: como armazená-los?

A manutenção de equipamentos vêm se tornando uma estratégia das empresas nos últimos tempos. O gerenciamento nem sempre correto faz com que se perca espaço ou produtos. 

Quando falamos em armazenamento, precisamos ter em mente o quê armazenar, por que armazenar, quando e como. No entanto, essas tarefas -embora algumas vezes rotineiras- nem sempre são tão pensáveis aos consumidores. No conteúdo de hoje vamos te orientar, de maneira simples e direta, na otimização desse processo, fazendo com que a tempestade seja somente em um copo de água, mesmo. 

Definir a estratégia de logística e estoque da sua empresa depende do tipo de produto com o qual você está lidando: é inflamável? Qual prazo de validade? Qual o tempo previsto para o uso?. Seja qual for o motivo, os cuidados são bem parecidos entre si. Veja algumas dicas para armazenamento de tambores metálicos:

  • Mantenha-os em locais fechados: sem umidade, protegidos e afastados das fontes de calor. O ideal é que não ocorram grandes variações de temperatura para que não cresça o risco de instabilidade em relação à homogeneização. Pelo mesmo motivo, evite também que eles fiquem expostos ao Sol. 
  • Previna contaminações: Áreas fechadas previnem contaminações da água e do solo. No entanto, isso exige um cuidado a mais com os tambores. Isto é, a superfície sobre a qual eles ficarão. Não deixe, em hipótese alguma, que eles fiquem no chão, já que pode haver corrosão na embalagem metálica. Se você não possui uma estrutura mais adequada, paletes podem servir -a curto prazo-. 
  • Fique atento à posição dos tambores: o ideal é que sejam mantidos na horizontal (deitados) nas prateleiras, com as duas tampas também na mesma posição. Se for preciso mantê-los em pé, o ideal é deixá-los com a tampa para baixo. Para além disso, se o tambor for aberto para uso parcial da substância armazenada, o ideal é vedá-lo após fechar.

Embora muitas vezes negligenciado, o armazenamento de tambores pode ocasionar um grande efeito sobre a condição em serviço do material prestado: óleos lubrificantes, por exemplo, que devem estar limpos, secos e frios

Mas espera aí, não é só isso: a questão ambiental está sempre relacionada ao uso das substâncias armazenadas nos tambores metálicos e devem ser usadas de forma controlada para que não cause impactos indesejados, como a contaminação do solo ou da água. Embora o prejuízo ambiental seja enorme nesse tipo de situação, não é o único impacto negativo para a empresa.

Tomar as devidas precauções na hora de estabelecer uma estratégia para lidar com esses produtos vale à pena e é extremamente recomendado, já que existem legislações relacionadas à proteção do meio ambiente que podem causar prejuízos até mesmo no âmbito financeiro, caso um incidente ocorra.

Com essas dicas simples postas em prática você estará promovendo qualidade no armazenamento de tambores metálicos e respeitando a natureza. Todos saem ganhando: você, sua empresa e o meio-ambiente. 

COMO COCHOS, COMEDOUROS E BEBEDOUROS PLÁSTICOS PODEM OTIMIZAR SUA PRODUTIVIDADE

Ter economia e mais rentabilidade pode ser possível com a adoção de utensílios plásticos para alimentação do gado e outros animais, pois oferecem vantagens únicas contribuindo para a otimização das atividades.

Os cochos, comedouros e bebedouros plásticos vem se popularizando entre os produtores rurais, isso por sua versatilidade, durabilidade e facilidade no seu manuseio e instalação. Produzidos em PEAD (Polietileno de Alta Densidade), esses utensílios possuem vantagens únicas que os tornam ferramentas fundamentais no processo de otimização de uma propriedade que busca mais lucratividade na sua produção.

Abaixo, listamos algumas das vantagens dos utensílios plásticos comparados aos tradicionais. Confira e entenda por que eles podem ajudar na sua propriedade.

01. FÁCIL HIGIENIZAÇÃO 

Os alimentadores de material plástico são mais fáceis de limpar, pois seu design liso garante que os resíduos de alimentos não se acumulem.

Com água corrente, mangueira ou escovas é possível fazer a limpeza de forma rápida, otimizando o tempo e garantindo a preservação do alimento.

02. FÁCIL FIXAÇÃO

Este tipo de cocho requer uma instalação simples e em alguns casos dispensa qualquer instalação, pois não é necessário fixar ou colocar suporte nas peças, podendo ser colorado para de forma imediata e sem complicação.

03. DURABILIDADE E RESISTÊNCIA 

Cochos de plástico são mais duráveis e resistentes por serem feitos em material de alta qualidade e proteção UV contra ressecamento, gerando uma maior vida útil e economia a curto, médio e longo prazo.

É mais tranquilidade para o homem do campo e mais segurança para os animais. 

04. FACILIDADE DE ADAPTAÇÃO

A versatilidade no uso, pois permite a mudança do sistema alimentar, sem a necessidade da troca dos cochos.

Eles ainda podem ser usados de forma individual ou em conjunto, permitindo criar layouts de praça de refeições de diferentes tamanhos e disposições gerando mais eficiência.

05. SUSTENTABILIDADE 

Muito mais duráveis, os cochos plásticos ocasionam menos trocas, evitando o descarte frequente de materiais, gerando assim menos impactos ao meio ambiente e despesas extras.

É preservação e economia para qualquer propriedade que busca mais lucratividade.

GOSTOU DE SABER? NA EMPLASUL VOCÊ ENCONTRA UMA LINHA COMPLETA DE PRODUTOS PLÁSTICOS QUE IRÃO OTIMIZAR SUA PRODUÇÃO E AMPLIAR SUA RENTABILIDADE.

Confira agora na nossa loja online a linha completa: https://www.lojaemplasul.com.br/ 

ALIMENTOS: DESCUBRA A EMBALAGEM IDEAL PARA ARMAZENAGEM

Restaurantes e indústrias alimentícias precisam seguir algumas regras quando o assunto é armazenagem e transporte de alimentos e compreender as características da embalagem adequada é decisivo na escolha.

Com as funções de proteger, conter, conservar e transportar alimentos, as embalagens também necessitam entregar funções relevantes como a facilidade de abertura, refechamento, descarte e reaproveitamento de matérias primas. 

Conforme exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), a embalagem alimentícia é “o invólucro, recipiente ou qualquer forma de acondicionamento, removível ou não, destinada a cobrir, empacotar, envasar, proteger ou manter, especificamente ou não, matérias-primas, produtos semi elaborados ou produtos acabados. Incluído dentro do conceito de embalagem se encontram as embalagens primárias, secundárias e terciárias”.

E quando falamos de embalagens plásticas, um dos principais materiais usados é o PEAD (polietileno de alta densidade), uma das matérias primas plásticas com melhor resistência e atóxica, tornando-se o material ideal de embalagens para indústria e cozinhas industriais de restaurantes.

POR QUE EMBALAGENS EM PEAD (POLIETILENO DE ALTA DENSIDADE) SÃO IDEAIS PARA ALIMENTOS?

Sejam frascos pequenos, baldes e bombonas para armazenagem ou transporte de grandes volumes de alimentos, as embalagens em PEAD possuem qualidades mecânicas que podem se manter inalteradas por muito tempo, além de serem resistentes, duráveis e atóxicas. Com estas características, as embalagens produzidas com este material são ideais para alimentos.

Confira mais algumas indicações de uso para embalagens em PEAD:

– Transporte e armazenagem de resíduos;

– Transporte e armazenagem de líquidos;

– Transporte e armazenagem de produtos químicos.

QUAL A DIFERENÇA DAS CORES NAS EMBALAGENS EM PEAD?

Embalagens feitas a partir de polietileno de alta densidade podem ser encontrados em diversas cores, mas isso não diferencia suas características como a qualidade. A diferença das embalagens  brancas leitosas e as coloridas é que a segunda possui tratamento UV que ajuda a proteger o alimento dos efeitos do sol.

A única observação do uso de bombonas e baldes em PEAD reciclado é que não sejam usados para fins alimentícios, pois no processo de reciclagem podem ficar traços de outras matérias primas. Sendo assim, para alimentos use sempre embalagens em matéria prima 100% virgem.

GOSTOU DE SABER? NA EMPLASUL VOCÊ ENCONTRA DIVERSOS MODELOS DE BOMBONAS E BALDES IDEIAIS PARA A ARMAZENAGEM E TRANSPORTE DE ALIMENTOS.
Confira agora na nossa loja online a linha completa: https://www.lojaemplasul.com.br/

TIPOS DE BOMBONAS E SUAS FINALIDADES

Saiba a indicação e o material com que são produzidas bombonas e outros ítens plásticos.

Versáteis e práticas, as embalagens plásticas também são uma ótima opção quando o assunto é sustentabilidade. Com inúmeros modelos e infinitas finalidades, saber mais sobre elas pode ajudar você a otimizar o uso deste tipo de material, garantindo o aproveitamento máximo no transporte, estocagem e até na reciclagem.

Quando falamos de embalagens plásticas, um dos principais materiais usados na sua produção é o PEAD (polietileno de alta densidade), pois ele é uma das matérias primas plásticas de melhor densidade e resistência já desenvolvida e ela que compõem a linha de produtos plásticos da Emplasul. 

MAS O QUE É PEAD? 

O polietileno de alta densidade, conhecido como PEAD, é uma resina de alto peso molecular e com qualidades mecânicas que podem se manter inalteradas por muito tempo, sendo uma matéria prima resistente, durável e atóxica, sendo aplicada na produção de bombonas, baldes, brinquedos, tubos, mangueiras e até tanques de combustível, destacando-se por sua resistência a ácidos e solventes.

QUAIS AS INDICAÇÕES DAS BOMBONAS PLÁSTICAS EM PEAD?

Feitas em polietileno de alta densidade, o uso de bombonas deste material tem infinitas indicações e com certeza será uma ótima solução para suas demandas, sejam profissionais ou residenciais, pois possuem resistência aos mais diversos tipos de agentes químicos e fisicos e por ser atóxica.

Confira abaixo as indicações de uso:

– Transporte e armazenagem de resíduos;

– Transporte e armazenagem de líquidos;

– Transporte e armazenagem de alimentos;

– Transporte e armazenagem de produtos químicos.

O QUE DIFERENCIA AS CORES DAS BOMBONAS PLÁSTICAS EM PEAD?

Essa é uma pergunta comum quando dispomos de diversas cores de um mesmo produto, porém isso não diferencia sua finalidade, pois todas possuem a mesma qualidade. A única diferença fica por conta das embalagens  brancas leitosas que não possuem tratamento UV, podendo o produto armazenado sofrer com os efeitos dos raios solares.

RECICLAGEM PEAD

Um dos grandes diferenciais do polietileno de alta densidade é a sua capacidade de ser reciclado diversas vezes, contribuindo assim para a preservação do meio ambiente. A única observação do uso de bombonas em PEAD reciclado é que não seja usada para fins alimentícios, pois pode conter traços de outras matérias primas. Sendo assim, para alimentos opte sempre por bombonas fabricadas em matéria prima 100% virgem.

GOSTOU DE SABER? NA EMPLASUL VOCÊ ENCONTRA BOMBONAS E BALDES DOS MAIS DIVERSOS MODELOS EM PEAD DE ALTA QUALIDADE 100% VIRGEM OU RECICLADO.

Visite nossa loja online e confira a linha completa: https://www.lojaemplasul.com.br/ 

BOAS PRÁTICAS PARA ARMAZENAGEM E TRANSPORTE DE MEL

Agilidade nos processos para manter qualidade e produtividade.

Com grande potencial econômico, a apicultura é empregadora de uma boa parcela da mão de obra no campo e com potencial ecológico, contribuindo na recuperação de áreas degradadas e muitas vezes motivada pelo cooperativismo.

Como principal produto da apicultura temos o mel, matéria largamente consumida na indústria de alimentos, assim como na de cosméticos e outras que a utiliza, assim como os derivados. E para escoar a produção é preciso cumprir normas e processos para que a qualidade seja preservada e a logística otimizada na sua distribuição.

Tais processos ocorrem do transporte a estocagem de mel e em alguns pontos devem ser bem avaliados na escolha das embalagens, como as exigências necessárias para o tipo de produto e seu manuseio, até o recebimento da produção por um comprador.

Neste conteúdo você descobrirá a importância da escolha da embalagem ideal no ganho de agilidade de processos, ampliação da produtividade e preservação da qualidade da produção.

EMBALAGEM IDEAL

Quando buscamos a embalagem ideal para produtos alimentícios como o mel, 4 aspectos são considerados para a escolha da embalagem:

01. Proteção

Necessidades do produto e seu transporte.

02. Promoção

Necessidades e preferências do consumidor.

03. Adequação aos regulamentos

Características relacionadas à segurança e saúde.

04. Custo

Proteção dada pela embalagem para evitar a deterioração do produto.

LOGÍSTICA E ARMAZENAGEM

A eficiência na produção e escoamento do produto estão diretamente ligados a embalagem em que o mel será transportado.

Ao procurar uma embalagem, avalie estes pontos:

– Facilidade no manuseio e armazenagem

– Melhor aproveitamento do equipamento de transporte

– Proteção do produto.

UNITIZAÇÃO

Dentro da logística e armazenagem, a unitização é uma das formas de ganhar tempo e reduzir custos. Ela consiste no agrupamento de vários ítens em uma unidade de movimentação que permite que grandes volumes sejam movimentados de forma ágil.

A embalagem ideal permitirá um bom empilhamento e agrupamento de volumes para o seu estoque e transporte.

NA EMPLASUL VOCÊ ENCONTRA EMBALAGENS QUE OFERECEM O MELHOR PARA A SUA PRODUÇÃO

– Seguem todas as especificações e critérios exigidos;

– Possuem tampas com sistemas de isolamento;

– Alça ergonômica (conforme modelos);

– Material plástico 100% Virgem;

– Capacidade de unitização.

Confira alguns dos modelos ideais para mel da nossa linha: 

https://www.lojaemplasul.com.br/none-99051653

https://www.lojaemplasul.com.br/bombona-50-litros-tr

COMPOSTAGEM DOMÉSTICA E PARA EMPRESAS

Uma solução prática para transformar resíduos orgânicos em adubo de qualidade. 

Contribuir com a não degradação do meio ambiente é uma pergunta constante para quem se preocupa com o futuro do nosso planeta, mas como contribuir de forma prática? Hoje vamos falar da compostagem, uma prática sustentável e cheia de benefícios para o cultivo de plantas.

Compostagem doméstica

Também conhecida como compostagem caseira, ela é um processo de separação adequada dos resíduos orgânicos domésticos para transformá-los em adubo de qualidade para qualquer tipo de cultivo, como em hortas. 

Assim como o nome sugere, esse processo pode ser feito em qualquer residência e seu impacto pode chegar a reduzir em mais de 70% o volume de resíduos descartados diariamente.

O processo consiste na separação e armazenamento adequado destes resíduos em uma composteira, que nada mais é que uma “caixa” com dois ou três compartimentos. No primeiro são depositados os resíduos juntamente com materiais orgânicos secos, como serragem e folhas secas e o segundo é onde o líquido gerado, também chamado como chorume, será acumulado.

Na compostagem, tanto o composto sólido como o líquido gerados são excelentes adubos para os seus cultivos.

Compostagem em empresas

No meio empresarial também é crescente a procura pela redução do descarte de resíduos orgânicos para lixões ou aterros e a compostagem é uma excelente alternativa. Na maioria dos casos, empresas contatam parceiros especializados para o recolhimento e tratamento dos resíduos, que geralmente são em grande volume. Adotando essa prática, além de otimizar o destino dos resíduos produzidos, é essencial que as empresas façam uma coleta e seleção adequada deste material e o uso de bombonas é a forma mais eficiente, pois garantem o isolamento hermético da armazenagem ao transporte até o seu destino final.

Composteira caseira

Já podemos encontrar no mercado opções prontas de composteiras domésticas, mas também é possível desenvolver a sua de forma prática e reduzindo custos. Isso facilita o acesso a este processo de impacto positivo para o meio ambiente e no cultivo de flores, verduras, frutas e outros.

Confira abaixo um modelo de composteira feito com bombonas: 

Em qualquer opção de composteira, as matérias orgânicas que podem ser usadas são as seguintes:

– Frutas

– Verduras

– Legumes

– Grãos

– Sementes

– Saquinhos de chá

– Erva de chimarrão

– Borra e filtro de café

– Cascas de ovos

– Restos de alimentos em geral

Gostou da ideia? Traga o seu projeto que teremos a bombona ideal para você.

2 IDEIAS PARA ECONOMIZAR POUPANDO ÁGUA

Separamos duas soluções para quem busca um consumo consciente que gere economia.

2 Ideias para economizar

A captação de água e armazenamento em cisternas está muito associado com localidades que passam por secas ou que possuem poucos recursos hídricos. Porém, alternativas até então usadas nestas regiões estão ganhando destaque quando o assunto é economia de água e claro, menos gastos.

Seja na limpeza de pisos, carros, irrigação de plantas e na descarga do vaso sanitário, reutilizar água pode ser uma opção simples de implementar na sua casa e ter um consumo consciente deste recurso natural.

Para você entender melhor, vamos trazer aqui duas opções que podem gerar uma grande economia para você e para o meio ambiente. Confira!

01. Captação da água da chuva

Com uma bombona é possível fazer de forma prática uma cisterna para captação e também estocar a água da chuva. Com a tubulação das calhas direcionada para o recipiente, é possível garantir água de qualidade para diversas atividades. O custo para implantar o sistema é extremamente baixo e a economia gerada paga o investimento em poucos meses.

Uma boa opção para quem possui uma casa ou área com telhados, pois a captação pode garantir grandes reservas.

02. Reuso da água da máquina de lavar

Um dos eletrodomésticos mais presentes nos lares, também é um dos maiores consumidores de água e reutilizá-la é uma excelente opção para descarga do vaso sanitário e limpeza de pisos em áreas externas e internas.

Uma opção prática também é o uso de bombonas para o armazenamento. Opções com torneiras são ideias, pois facilitam a retirada da água do reservatório para o uso, além de serem muito práticas de instalar.

São infinitas as formas de elaborar um sistema de captação e reuso da água e com o uso de bombonas fica ainda mais fácil e acessível ter uma destas opções gerando economia de água e dinheiro na sua casa.

Gostou de saber? Fale conosco e garanta já o reservatório ideal para a sua cisterna caseira. Seu bolso e a natureza agradecem.

Trapiche feito com bombonas plásticas!

Com 90 bombonas de 220 litros, o nosso cliente, Bennazir Longo, produziu este trapiche na Barragem do Rio Passo Fundo, no RS. O píer vai ser usado para pesca e lazer e tem 24 metros de extensão por 2 de largura. “Fiquei muito satisfeito com o resultado”, contou Bennazir. Em 30 dias o trabalho ficou pronto.
O píer flutuante com bombonas tem mais durabilidade e resistência porque não requer manutenção e não deteriora com o tempo, mesmo que imerso em água por anos seguidos.